Image Map
Image Map
Image Map

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Dunga comemora retorno de Neymar e diz que jogo contra Argentina é 'guerra'

Rio - A Argentina já está na mira do técnico da seleção brasileira, Dunga. Tentando aproveitar a ausência de Lionel Messi do lado adversário, uma vitória diante dos Hermanos, fora de casa, pode aumentar a moral do comandante da Canarinha. Na coletiva de imprensa, após convocar os 23 jogadores, ele admitiu que sempre será uma "guerra" jogar contra os bicampeões mundiais.

"Contra a Argentina é sempre uma guerra. É um campeonato à parte. É sempre difícil, decidido em detalhes. Tem que saber que cada bola e uma decisão e não vai ser diferente no próximo jogo. Vamos entrar concentrados", disse o treinador. Dunga terá para estes dois jogos, o retorno de Neymar. O comandante do Brasil já pensa em opções para aproveitar ao máximo o talento do craque do Barcelona.
"Com a volta do Neymar aumenta nosso potencial", afirmou.
Brasil enfrenta a Argentina no dia 12 de novembro e o Peru cinco dias depois. Ambos os jogos são válidos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo da Rússia 2018. Paras os jogos, o ex-atacante Careca será o auxiliar pontual, em 63 jogos ele fez 29 gols pela Amarelinha.
Dunga espera uma vitória conta Argentina
Foto: Daniel Castelo Branco
Confira os trechos da coletiva
Chegada de Cássio e saída de Grohe
"O Marcelo Grohe não está 100% e o Cássio está merecendo a chance. Optamos por um ou outro para não mudar muito na convocação. Se trouxer quem não está 100%, a gente teria que fazer novas mudanças. Então optamos por quem está bem"
Jefferson segue na seleção brasileira
Foto: Márcio Mercante / Agência O Dia
Barração de Jefferson
"Acho que temos que colocar os fatos como são. Não foi só o Jefferson que saiu da equipe. Marcelo e Hulk saíram também saíram e jogaram Copa do Mundo. No clube são onze titulares, na Seleção temos 23 titulares. Quando convoca, o treinador tem que confiança em todos"
Convocação de jovens
"Se não colocarmos o jovem, ele nunca terá experiência, confiança. Importa a qualidade e capacidade. E todos que são chamados, temos confiança. Algumas vezes o treinador tem essa opção de mudança"
Argentina sem Messi
"Qualquer treinador quer contar com os onze melhores. Quando não é possível, tem opções de qualidade para suprir. A Argentina tem qualidade para puperar esse momento sem o Messi"
Ausências por lesão
"Temos todos os relatórios médicos. Tem dois ou três jogadores que não estão 100%. É uma chance de observar novos jogadores. Cada vez que vamos falar de quem não está na Seleção, estamos desmerecemos aqueles que estão"
Confiança nos convocados
"A Seleção tem 23 jogadores e todos estão vindo prontos para jogar. A decisão é do treinador e nos treinamentos vamos tomá-las"
Esquema tático
"Temos ideias e opções de como usar o Neymar. São os treinos que vão definir como utiliza-lo, além da conversa com os jogadores. Vendo o jogos da Argentina vamos encaixar melhor os jogadores"
Argentina e Peru
"A Argentina é sempre difícil, independente do momento, ainda mais jogando em casa. É uma partida a parte. Precisamos estar preparados. O Peru fez uma boa Copa América. Tem bons jogadores e quando jogam contra o Brasil é uma motivação a mais"
Jogo na Bahia
"O torcedor baiano vai ser compreensível com a Seleção. Temos que ter uma união e trabalhar conjuntamente para obter os resultados"
David Luiz
"Conversamos ontem com o David Luiz. Ele está bem, recuperado e poderia ter jogado contra o Real Madrid. Foi uma opção da comissão técnica do PSG. Estamos monitorando, mas ele está bem"
Avaliação dos primeiros jogos nas Eliminatórias
"Não gostei do resultado contra o Chile, mas tivemos seis contra-ataques e tivemos a chance de abrir o placar. Ninguém gosta de perder e percebemos as falhas. Contra a Venezuela, fomos bem, uma equipe mais compacta e os gols saíram"
Philippe Coutinho ficou de fora da lista
Foto: Reuters
Philippe Coutinho
"É um jogador que está voltando de lesão. Não pode deixar cadeira vazia. Se alguém vem e senta, perde a vaga. Tem que aproveitar a chance de estar na seleção brasileira"
Contato com os atletas fora do período de jogos
"A gente tem contato frequente com os jogadores. A gente quer contato direto com o jogador para tomar a decisão da melhor maneira possível. Quando a informação é atrasada, pode acontecer alguma coisa que pode não agradar todo mundo"
Logística dos jogos da Seleção
"Cada jogo é diferente. Nem tudo é igual. Tem a questão do deslocamento para o Chile é uma. É uma série de coisas que envolvem a logística. Campo para treinar, deslocamento, uma série de situações.
Atletas que jogam no Brasil x Europa
"Para nós não importa se joga no Brasil ou na Europa, e sim o rendimento. Tem que estar pronto."
Avaliação do trabalho feito na Seleção
"Acho que foi um time competitivo. Estamos voltando a jogar da forma como o Brasil gosta com drible, criatividade. O que não gostei é algo que fica mais interno, que falamos e corrigimos com o grupo. É no treino que tentamos arrumar isso ou via vídeo. E dar opções para eles falarem o que acham"
Os convocados:
Goleiros: Alisson (Internacional), Cássio (Corinthians) e Jefferson (Botafogo)
Zagueiros: Miranda (Inter de Milão), Marquinhos (PSG), David Luiz (PSG) e Gil (Corinthians)
Laterais: Danilo (Real Madrid), Daniel Alves (Barcelona), Filipe Luís (Atlético de Madrid) e Marcelo (Real Madrid)
Volantes: Luiz Gustavo (Wolfsburg), Fernandinho (Manchester City) e Elias (Corinthians)
Meias: Renato Augusto (Corinthians), Oscar (Chelsea), Lucas Lima (Santos), Willian (Chelsea), Kaká (Orlando City) e Douglas Costa (Bayern de Munique)
Atacantes: Neymar (Barcelona), Hulk (Zenit) e Ricardo Oliveira (Santos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA