Image Map
Image Map
Image Map

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

'Didira não fechou com ninguém', diz presidente do ASA

O torcedor alvinegro mal digeriu a eliminação do ASA na Série C para o Tupi-MG, o que lhe custou uma vaga na Série B do ano que vem, e as especulações em torno do meia Didira já voltaram à cena, ainda no vestiário do Estádio Coaracy da Mata Fonseca, onde o jogador esteve em campo na noite desta segunda, entrando no segundo tempo da nova derrota para o Galo Carijó. Perguntado sobre o futuro do atleta, o presidente do Fantasma, Bruno Euclides, saiu em defesa do craque alvinegro.

"Não recebemos nenhuma proposta do CSA [que teria interesse no meio-campista]. Ele nos garantiu que não fechou com nenhum outro clube, e disse que não escutaria nenhuma outra proposta sem, antes, escutar a nossa", afirmou Euclides, acrescentando que a eliminação já serve de lição para a atual diretoria.

"Vamos aprender com os erros para termos um 2016 melhor. Nem todo mundo tem a cabeça fria para saber conduzir um momento como este. Ninguém aqui está satisfeito, mas vamos trabalhar para esfriar a cabeça e já pensar a próxima temporada", emendou o presidente do ASA, minutos após bate-boca entre dirigente e jogador do ASA no vestiário do Fumeirão - depois de o goleiro Pedro Henrique, em entrevista, desabafar sobre polêmica em torno de atraso de salários, quando chamado de mercenário por grupo de torcedores.

Sobre a confusão, Euclides contemporizou. "Foi um ano de muito aprendizado para uma diretoria formada por jovens abnegados. Fizemos boas campanhas, tanto no Alagoano, quanto na Série C, mas não atingimos nenhum dos nossos objetivos. Serviu de lição para todos nós", reforçou o dirigente do time que faturou apenas o 1º turno do Estadual, vindo a ser eliminado pelo campeão CRB.


NM com Gazetaweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA