Image Map
Image Map
Image Map

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Brasil sofre, mas consegue vencer o Chile e se classifica para as semifinais

A seleção brasileira masculina de vôlei entrou em quadra pela segunda vez, nesta quinta-feira (01), no Ginásio Presidente Fernando Collor de Mello (SESI), na cidade de Maceió, e venceu mais um jogo na 31º edição do Campeonato Sul-Americano. Desta vez os adversários foram os chilenos que não facilitaram nem um pouco. O jogo foi acirrado do começo ao fim e nos dois primeiros sets nenhuma seleção conseguiu abrir uma vantagem maior do que 4 pontos. O Brasil perdeu o primeiro set, mas conseguiu virar o jogo nos três sets seguintes com parciais de 23/25, 25/18,25/14 e 25/23, em quase 2 horas de partida.

Os chilenos deram o saque inicial, a equipe brasileira recebeu bem a bola e Evandro cravou o primeiro ponto para a seleção. Maurício Souza sacou e o Chile converteu: 1/1. Souza no saque e ponto para o time da casa, mas no lance seguinte o Chile empatou novamente: 2/2. Deixadinha do oposto Barreto enganou a barreira e ponto para o Brasil. A equipe verde e amarela emplacou uma sequência incrível de dois bloqueios e mesmo assim os visitantes empataram mais uma vez: 3/3. E o restante do set foi da mesma maneira, as equipes brigaram ponto a ponto e no final o Chile levou a melhor e fechou o primeiro período com a parcial de 25/23.




















O Brasil veio de vitória contra o Peru e chegou como favorito, mas o jogo foi mais difícil do que a equipe brasileira esperava. “Foi mais difícil e a gente jogou menos que o esperado, mas graças a Deus conseguimos ganhar e acabou dando certo. Alguns tropeços, mas isso é bom pra gente abrir o olho, trabalhar e melhorar para os jogos seguintes. Não acho que a pressão atrapalhou, o nosso time não conseguiu achar um entrosamento legal e infelizmente isso aconteceu hoje contra o Chile – que jogou muito bem. Tudo deu certo para eles e complicou muito o jogo”, comentou Evandro – que foi o maior pontuador da partida (23).

No segundo período o Brasil conseguiu encaixar um pouco melhor o bloqueio e os ataques e contou com a ajuda de alguns erros de saque dos adversários para fechar o set com um saque potente do oposto Barreto, que complicou a vida dos chilenos (25/18).

A equipe comandada pelo técnico Bernardinho voltou para o terceiro set determinada e, apesar da boa atuação dos chilenos, conseguiu abrir uma vantagem de 11 pontos no final do período e fechou o set com um ace do oposto Renan (25/14).



“Eles jogaram soltos, sem responsabilidade nenhuma. Enquanto a gente assumiu muita responsabilidade e foi um peso muito grande nos nossos ombros. O saque deles entrou bem, eles defenderam muitas bolas e esse foi o ponto forte do adversário. A gente dava uma porrada e eles erguiam a bola e isso vai estressando e acaba perdendo um pouco a paciência. Falhamos no bloqueio também então é um jogo que temos que analisar bem e ver onde erramos para não acontecer mais”, avaliou Lucas Lóh.

O Chile não entregou o quarto set e brigou até o final. Quem saiu no lucro foi a torcida, que presenciou um jogo pegado e bem disputado. Sobrou emoção nos pontos finais quando as seleções estavam empatadas a 23/23 e o Brasil conseguiu marcar os dois últimos pontos e fechar o set em 25/23.

O próximo adversário é a Venezuela e uma vitória garante ao Brasil a primeira posição no grupo. “É importante garantir um resultado positivo para pegar o segundo colocado da outra chave. Jogo de extra importância e acho que amanhã vai ser melhor”, finalizou Lucas Lóh.



TABELA: 

Dia 30 de setembro
13h15 – Colômbia 3 x 0 Uruguai (25/18, 25/18 e 25/18)
16h – Chile 1 x 3 Venezuela (25/17, 17/25, 21/25 e 20/25)
19h15 – Brasil 3 x 0 Peru (25/8, 25/9 e 25/15)
21h – Argentina 3 x 0 Guiana (25/9, 25/9 e 25/13)

Dia 1º de outubro 
12h30 – Venezuela 3 x 1 Peru (20/25, 25/19, 26/24 e 11/25)
15h15 – Colômbia 3 x 0 Guiana (25/22, 25/15 e 25/20)
18h – Chile 1 x 3 Brasil (25/23, 18/25, 14/25 e 23/25)
21h – Uruguai x Argentina 

Dia 2 de outubro
12h45 – Peru x Chile 
15h30 – Guiana x Uruguai 
18h15 – Brasil x Venezuela 
21h – Argentina x Colômbia 

Dia 3 de outubro
13h – 1º B x 2º A (semifinal)
15h40 – 1º A x 2º B (semifinal)
18h20 - 4º A x 4º B (disputa de 7º)
21h - 3º A x 3º B (disputa de 5º)

Dia 4 de outubro 
8h30 – Per J. 13 x Per J. 14 (disputa de 3º lugar)
10h15 – Gan J. 13 x Gan J. 14

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA