Image Map
Image Map
Image Map

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Em jogo truncado, CRB empata com o Oeste-SP pela Série B do Brasileiro

Com uma equipe bastante modificada, o CRB conquistou um empate fora de casa diante do Oeste pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O jogo, realizado no Estádio Prefeito José Liberati, em Osasco, aconteceu debaixo de chuva, que castigou o gramado e acabou sendo decisivo para a qualidade técnica do jogo.

Com nove desfalques, entre jogadores suspensos, lesionados ou poupados devido ao desgaste físico na sequência de jogos, um CRB modificado foi bastante guerreiro e correu muito durante toda a partida. Ao contrário de outras partidas, o CRB não foi tão bem mas demonstrou muita disposição na partida.


Após a partida, o treinador Mazola Júnior exaltou a postura da equipe na partida, exaltando o ponto conquistado longe de Alagoas:

- A equipe soube gerir o momento de dificuldade que nós estamos passando. O ponto e a entrega da equipe foi muito bom, apesar de que a nossa apresentação ter sido abaixo da média. No final, conseguimos um ponto que vai ser importante lá no final. Nós optamos um pouco mais as alas da nossa equipe hoje, fazendo um quadrado no meio e os laterais jogaram bem.



O CRB volta para Maceió e já pensa no jogo do próximo sábado (12), quando a equipe encara o ABC em Natal, em jogo que acontece na Arena das Dunas as 16h30.


O jogo 

O CRB começou a partida imprimindo velocidade e tentando surpreender o Oeste. A equipe da casa adotou uma postura mais precavida, se retraindo na defesa e aguardando as oportunidades de contra-ataques. Apesar do domínio territorial e na posse de bola, o CRB não conseguia finalizar com perigo, sempre esbarrando na má qualidade das finalizações, que também eram escassas.

O jogo também começou prejudicado pelas fortes chuvas que caíram em Osasco um pouco antes. O gramado molhado dificultou a qualidade técnica do CRB, causando muitos escorregões e erros de passe. Com isso, os atacantes Daniel Cruz e Maxwell não tiveram oportunidades claras para finalizar para o gol.

Aos 18', Gabriel vacilou e escorregou no meio de campo, proporcionando um contra-ataque perigoso para o Oeste. Por sorte, Renan Mota finalizou fraco e para fora a bola. Apenas aos 34' o CRB teve boa chance, com Danilo Bueno chutando colocado com perigo.



O Alvirrubro ainda teve a perda do jogador Gérson magrão, que sentiu lesão na coxa esquerda e teve de ser substituído por Somália. Sendo assim, o primeiro tempo terminou com uma fraca produção ofensiva de ambas as equipes.

No segundo tempo, o jogo foi bastante truncado, e as duas equipes diminuíram o ritmo da partida. O Oeste esboçou um início de pressão na partida, mas o CRB acabou controlando bem o ímpeto inicial e aos poucos voltou a ter mais a bola e ditar o ritmo de jogo. Aos 10' do segundo tempo, o Galo teve boa chance. Bocão fez boa jogada pela direita, cortou o marcador e chutou um foguete de esquerda. A bola passou perto do gol de Leandro Santos.



Com o cansaço aparecendo, o CRB trocou as peças para tentar dar mais gás para a equipe na parte ofensiva, com Daniel Cruz dando lugar a Kanu. O atacante acabou entrando mal, ficando diversas vezes em situação de impedimento e não dando a referência na frente que a equipe está taticamente acostumada.

Ainda assim, o CRB teve boas chances. Aos 26' do segundo tempo, Maxwell recebeu passe de Danilo Bueno, chutou forte e o goleiro Leandro Santos fez grande defesa. A bola ainda resvalou na trave e acabou sendo afasta pela defesa do Oeste no rebote. Parecia que o CRB engrenaria, mas a equipe sentiu o cansaço e acabou dando espaços ao Oeste.



Numa das arrancadas, Rodriguinho sofreu falta de Glaydson Almeida aos 30' do segundo tempo. Na cobrança de falta, Mazinho bateu falta magistral e Júlio César operou um milagre, buscando a bola no ângulo e impedindo que o Galo sofresse o primeiro gol, que poderia custar mais uma derrota na campanha da série B.

O Galo então passou a buscar o gol através das bolas aéreas. Aos 36' e aos 39', o CRB quase marcou da mesma forma: Danilo Bueno bateu escanteio venenoso e Diego Jussani subiu bem de cabeça, mas a bola acabou indo para fora. Nos últimos minutos, as duas equipes nitidamente cansadas acabaram tocando bola e fazendo o tempo passar até o final da partida.


NM com Gazetaweb.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA