Image Map
Image Map
Image Map

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

CSA comemora 102 anos com festa no Mutange

Informações da Gazeta de Alagoas e Google

Após a posse do novo presidente Rafael Tenório - e sua diretoria -, na última quinta-feira, nesta segunda, 7 de setembro, dia em que se comemora a Independência do Brasil, também é o aniversário do maior campeão de Alagoas: o Centro Sportivo Alagoano (CSA), que completa 102 anos. O time azul e branco foi fundado em 1913 e tem em seu currículo 37 títulos do Campeonato Alagoano. Para os torcedores, é um dia de muitas comemorações no CT Gustavo Paiva, no Mutange, desde às 8 horas.

Abre o evento o hasteamento dos pavilhões, seguido por missa solene celebrada pelo padre Aloísio, e culto com o pastor Elísio Silva. Às 10 horas houve o relançamento do projeto de sócio-torcedor. As comemorações também terão torneio da escolinha do CSA; jogo do master, com ex-jogadores do clube, e partida do time feminino.

Primórdios - O Centro Sportivo Alagoano foi fundado no dia 7 de setembro de 1913, na Sociedade Perseverança e Auxiliar dos Empregados no Comércio, quando um grupo de desportistas, liderado por Jonas Oliveira, se reuniu com o objetivo de criar a agremiação.

O primeiro nome do clube foi Centro Sportivo Sete de Setembro, em homenagem a sua data de fundação, e começou a funcionar na própria sede da Sociedade Perseverança, onde ficavam guardados os seus primeiros barcos. Ali, se formou uma verdadeira academia de atletas, pois o clube dispunha de um corpo de lutadores de boxe, luta greco-romana, além de levantamento de peso, lançamento de dardo e de disco e esgrima. Os esportes náuticos só entraram na história do clube em 1917 e, durante muitos anos, seus associados usaram a Lagoa Mundaú para passeios e competições náuticas.

Não demorou muito tempo e a sede do clube foi transferida para uma das dependências do Palácio Velho, antigo Palácio do Governo. Em seguida, no ano de 1915, mais uma mudança ocorreu e a sede azulina passou a funcionar em um prédio na Praça da Independência, antiga Praça da Cadeia, pertencente ao Tiro de Guerra. Foi aí, inclusive, que o time realizou seus treinos e jogos. O primeiro jogo dos azulinos foi contra uma equipe formada por alagoanos que estudavam em Recife e os azulinos venceram por 3x0.

Dois anos após a fundação, aconteceu a primeira modificação do nome do CSA que, de Centro Sportivo Sete de Setembro passou a se chamar Centro Sportivo Floriano Peixoto, em 1915, numa homenagem a José Floriano Peixoto, atleta alagoano de destaque nacional. Torcedores azulinos propuseram, em assembleia geral, a mudança do nome do clube e a proposta do grupo foi aceita.

Definitivamente, no dia 13 de abril de 1918, o time mudou mais uma vez a sua razão social e foi batizado, em assembleia geral, com o nome de Centro Sportivo Alagoano, que de imediato passou a se identificar com o povo alagoano.

Curiosidades - Uma das maiores goleadas do futebol brasileiro e, certamente, a maior do futebol alagoano, teve a participação do CSA. Aconteceu no Campeonato Alagoano de 1944: CSA 22x0 Esporte.

O clássico contra o CRB, da tarde do dia 10 de setembro de 1952, entrou para a história do futebol alagoano e ficou conhecido como o "Jogo do Xaxado". Xaxado é o nome de um ritmo musical do Nordeste brasileiro e, na época, era a música do momento das paradas de sucesso. Todo o Brasil dançava o xaxado com Luiz Gonzaga. O CSA venceu seu mais tradicional adversário pelo placar de 4x0. A grande atuação da equipe fez a torcida azulina bater palmas e gritar, ritmicamente, a palavra "xaxado".

O grande jogador Garrincha já vestiu a camisa do CSA. Foi somente durante noventa minutos, em partida ocorrida no dia 19 de setembro de 1973, num amistoso contra o ASA, no Trapichão. Garrincha e Dida jogaram juntos com a camisa azulina.

O CSA é o único time do Norte-Nordeste a chegar em uma final de campeonato internacional (extinta Copa Conmebol). Foi em 1999, perdendo na decisão para o Talleres, na Argentina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA