Image Map
Image Map
Image Map

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

River Plate derrota o Tigres e é campeão da Libertadores após 19 anos

O River Plate entrou para o seleto grupo de tricampeões da Libertadores. Na noite dessa quarta-feira (5), o time argentino conquistou o título ao vencer o Tigres por 3 a 0 no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires.
Ao garantir o título da Libertadores apenas 50 meses depois do rebaixamento, o River superou Corinthians e Grêmio, que trilharam caminhos semelhantes antes das conquistas de 2012 e 1995, respectivamente.
O time paulista ergueu o troféu da Libertadores em julho de 2012, 55 meses depois da queda para a Série B do Campeonato Brasileiro. O Grêmio, por sua vez, foi rebaixado para a segunda divisão nacional em maio de 1991. O time gaúcho contou com uma virada de mesa para voltar à elite em 1993. Dois anos depois, levantou o troféu da Libertadores, em um total de 51 meses entre o descenso e o título continental.
No caminho até o tricampeonato, o River assegurou também os títulos da Série B (2012), do Campeonato Argentino (2014), da Copa Sul-Americana (2014) e da Recopa (2015).
 
A vitória sobre o Tigres começou a virar realidade ainda na primeira etapa, com Alario, de cabeça, aos 44 minutos. Na etapa final, o time do técnico Marcelo Gallardo conseguiu ampliar o placar, com Sánchez e Funes Mori. Com isso, o time repetiu a história das Libertadores 1986 e 1996, quando deu a volta olímpica no Monumental de Nuñez.
 
Agora, o River se junta ao grupo de tricampeões, composto por Santos, São Paulo, Olimpia (Paraguai) e Nacional (Uruguai). O time dono de mais títulos da Libetadores é o Independiente, da Argentina, com sete, seguido pelo Boca Juniors, com seis.

FICHA TÉCNICA

RIVER PLATE 3 X 0 TIGRES
 
Data: 05/08/2015 (QUARTA-FEIRA)
Horário: 22h (de Brasília)
Competição: Libertadores 
Local: Monumental de Nuñez, em Buenos Aires
Árbitro: Dario Ubriaco (URU)
Cartões amarelos: Alario, Mori e Cavenaghi (River Plate), Jiménez, Gicnac, Rivas e Torres Nilo (Tigres)
Gols: Alario, aos 44 minutos do primeiro tempo; Sánchez, aos 29, e Funes Mori, aos 33 minutos do segundo tempo.
 
RIVER PLATE: Barovero; Mayada, Maidana, Funes Mori e Vangioni; Carlos Sánchez, Kranevitter, Ponzio e Bertolo; Cavenaghi (Pisculichi) e Alario (Driussi). Técnico: Marcelo Gallardo.
 
TIGRES: Guzmán, Jiménez (Guerrón), Juninho, Rivas e Torres Nilo; Arévalo Ríos (Dueñas), Pizarro, Damm e Aquino; Rafael Sóbis e Gignac. Técnico: Tuca Ferretti.

NM com Uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA