Image Map
Image Map
Image Map

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Feliz e emocionada por ir à seleção, Ingryd celebra: "Nem sei explicar"

Com 17 anos, Ingryd Fernanda tem a oportunidade de realizar o maior objetivo da sua vida. A jovem alagoana passará por um período de treinamentos com a seleção brasileira feminina sub-20, na cidade de Pinheral (RJ), até o dia 15 de agosto. A polivalente atleta do União Desportiva foi convocada a partir do bom futebol desempenhado na peneira da seleção, realizada no Rei Pelé nos últimos dias 18 e 19 de julho.

Para se sair bem no período de treinamentos, Ingryd tem trabalhado diariamente com o técnico do União Desportiva, Adeílson Cassimiro, e com o preparador físico do clube, Lucas Franklin, alternando entre treinos táticos e físicos, no Trapichão e na academia. 
Ingryd, jogadora da União Desportiva de Alagoas (Foto: Jota Rufino/GloboEsporte.com)Ingryd foi a única selecionada por Doriva Bueno, técnico da seleção brasileira sub-20 (Foto: Jota Rufino/GloboEsporte.com)

Sexta, a jovem jogadora teve seu último treino antes do desafio na seleção, pois viaja nesta segunda-feira. A reportagem do GloboEsporte.com acompanhou o treino, e conversou com a atleta.

Meta

Ingryd conta que sempre trabalhou com o intuito de chegar à seleção brasileira, mas em algum momento na vida, via a possibilidade muito distante. Na seletiva, viu a oportunidade de brilhar, mesmo desconfiada. Com a bola nos pés, mostrou o que sabe fazer de melhor, e encheu os olhos do treinador Doriva Bueno.
Ingryd, jogadora da União Desportiva de Alagoas (Foto: Jota Rufino/GloboEsporte.com)Ingryd será a terceira jogadora do União Desportiva na seleção (Foto: Jota Rufino/GloboEsporte.com)
- Chegar à seleção é algo que sempre sonhei e estou conquistando meus sonhos aos poucos. Está sendo maravilhoso para mim. Foi sempre o meu sonho chegar à seleção. Há um tempo atrás eu tinha deixado isso para trás. Nessa seletiva, eu não estava muito confiante, mas depois que comecei a jogar senti que poderia ser essa vez - declarou.
Desconfiada após conversa com um advogado do time que atua, depois da seletiva, Ingryd previu que algo bom estaria por vir. No dia seguinte, recebeu a tão esperada ligação de que tinha sido convocada. Estava no médico. Sem ação, apenas contou a boa notícia à mãe, que emocionada chorou e abraçou a filha.
- Na verdade, assim que terminou a seletiva, o advogado do time me procurou e perguntou se eu estava bem. Daí desconfiei. Quando foi no outro dia, quando eu estava no médico, me ligaram e disseram. Eu fiquei sem ação, sem saber o que fazer, mas com aquela felicidade dentro de mim, nem sei explicar. Eu estava com a minha mãe, ela começou a chorar. Me abraçou, ficou feliz pra caramba, porque não era só um sonho meu, mas também dela e da minha avó, que sempre lutaram por mim - comentou com um sorriso no rosto.
A felicidade, no entanto, não deixa a responsabilidade de ir à seleção de lado. Ingryd sabe que o nível que encontrará lá será muito alto e precisa estar preparada. Destemida, a jogadora ressalta que nada na vida é fácil, mas está disposta a enfrentar tudo em busca do objetivo.
- Para a gente conquistar um sonho nada é fácil. Sempre vamos enfrentar dificuldades. Claro que será difícil, mas eu estou disposta a enfrentar qualquer obstáculo para ir atrás do meu sonho - finalizou.

Amizade
Ingryd conta com uma boa aliada nesse grande desafio. Geyse Ferreira, a Pretinha, esteve com a seleção brasileira feminina sub-20 e passa alguns conselhos para a amiga. Comentou que o aprendizado será muito importante, tendo a certeza que ela vai brilhar com a camisa amarela.
- A Ingryd vai aprender várias coisas, porque aqui não se tem o aprendizado de lá. Quando ela chegar lá vai ter que dá o melhor dela para se destacar e encher os olhos do professor para voltar na próxima convocação - explicou.
Ingryd e Pretinha, do União Desportiva de Alagoas (Foto: Jota Rufino/GloboEsporte.com)Pretinha (à direita) diz acreditar que Ingryd (à esquerda) se sairá bem na seleção (Foto: Jota Rufino/GloboEsporte.com)


Técnico Coruja
Adeílson Cassimiro, presidente, dirigente e técnico do União Desportiva tem se dedicado para dar o melhor a pupila. Juntamente ao preparador físico, Lucas Franklin, vem dando todo o apoio necessário antes que Ingryd embarque para o Rio. Sabe que lá os treinos serão puxados, assim, tenta simular ao máximo os treinamentos que a jogadora encontrará.

- Ela está se dedicando muito nesses treinos individuais comigo e com o professor Lucas. Estamos trazendo ela todos os dias, aqui, na academia. Fazemos treinos táticos com bola, trabalhos físicos. Lá os treinos são totalmente diferentes dos que existem aqui, então tentamos dar o mesmo nível, no mínimo a metade. Por isso, estamos com esse treinos - ressaltou.
Ademilson Casimiro e Ingryd, do União Desportiva de Alagoas (Foto: Jota Rufino/GloboEsporte.com)Ademilson Casimiro está animado com a chegada de Ingryd  à seleção (Foto: Jota Rufino/GloboEsporte.com)
Feliz, Cassimiro ao falar dos frutos que está colhendo com o trabalho à frente do União, não esquece de citar os nomes de todas as meninas que trabalham com ele e tiveram oportunidade na seleção brasileira sub-20. Por fim, espera que Ingryd apresente o mesmo futebol que desempenha no clube alagoano, pois, assim, fará sucesso.
- Pra mim é maravilhoso. O que plantamos estamos colhendo agora. Ter três meninas (Bárbara, Pretinha e Ingryd) na seleção, para Alagoas, onde nunca aconteceu isso. No nosso projeto, a gente trabalha para oportunidades como essa, para colocar mais meninas, pois muitas têm condições e estão em nível de seleção. Tomara que ela faça lá o que faz aqui no União. Ela sabe jogar, é muito boa. Se ela fizer o que faz aqui lá, tenho certeza que voltará mais vezes para a seleção. A gente pensa positivo, eu quero que ela, assim como as outras meninas, tenha um grande futuro. 

*Jota Rufino colaborou.
NM com globoesporte.com/al

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA