Image Map
Image Map
Image Map

domingo, 23 de agosto de 2015

Falta de consistência vem custando caro ao Sport. Figueirense de virada 2 a 1.

Leão permanece com 31 pontos. Foto: Luiz Henrique/Figueirense Futebol Clube
Leão permanece com 31 pontos. Foto: Luiz Henrique/Figueirense Futebol Clube
O Sport pode querer sonhar com Libertadores, está no seu direito de um grupo que fez um bom primeiro turno e ficou a apenas dois pontos do G4. No entanto, a equipe precisa de maior consistência neste Brasileirão, principalmente nos jogos fora de casa, onde ainda não venceu na competição. A falta de tal regularidade dentro da partida se repetiu mais vez neste sábado, na derrota por 2×1 para o Figueirense, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis. O filme foi o mesmo para o torcedor: o time até começou bem conseguindo logo o gol, mas relaxou e deixou o adversário crescer no campo. Esse vem sendo o grande calo do Leão quando atua longe do Recife. Renê anotou o gol dos rubro-negros, enquanto Dudu e Bruno Alves fizeram os dos donos da casa.
Por conta de mais um vacilo, o Sport deixou escapar a chance de ir para o G4 da Série A, permanece com 31 pontos podendo sair da atual sétima posição. A chance de reagir agora ficou para a Arena Pernambuco, onde o Leão nunca perdeu atuando na elite do futebol nacional. Nada melhor do que isso. O duelo será contra o Flamengo. Já o Figueirense respira no campeonato ao ir para 23 pontos, que permite ocupar a 14ª posição.
Contra uma equipe mais técnica, Figueira usa vontade e bateria aérea para vencer
O Figueirense não chega a ser um grande time, tanto que está mais perto da zona de rebaixamento do que do G4 do Brasileirão. Por isso, não foi surpresa ver o Sport virar o primeiro tempo vencendo por 1×0. Dentro de campo, o Leão demonstrou a superioridade técnica de quem está na parte de cima da tabela. Tocou melhor a bola e chegou com maior perigo à meta adversária. Foram 9 finalizações rubro-negras na primeira etapa contra apenas três dos donos da casa. Só não ampliou a diferença porque jogou pouco pelos lados do campo.
Percebendo que o adversário dominava a partida, o técnico Renê Simões mexeu na equipe e colocou o seu time mais para frente. Acabou que deu certo não porque o Figueira conseguiu equilibrar o confronto tecnicamente, mas por causa da vontade dos jogadores catarinenses. Diante de um Sport com maior qualidade, o Figueirense apostou na sua alma para sair vencedor. Não pressionou de maneira organizada, mas empurrou o Leão para o próprio campo.
Lá atrás, a equipe do técnico Eduardo Baptista sumiu no segundo tempo. Não botou mais a bola no chão e mal chegou ao ataque. Pior do que isso, vacilou bastante na zaga, principalmente na bola aérea. Os dois gols do Figueirense saíram de jogadas de por cima. Em ambos os lances, os zagueiros leoninos ficaram parados olhando
Renê agora do lado certo
Na partida do primeiro turno, quando o Sport venceu o Figueirense por 4×1, Renê mandou contra o próprio gol e fez a favor dos catarinenses. Neste sábado, porém, o lateral rubro-negro mandou bem e anotou do lado correto. O gol foi fruto de um belo chute de fora da área, com a perna direita, aos 31 minutos do primeiro tempo. Pena para ele que desta vez o resultado não foi positivo.
FICHA DA PARTIDA – FIGUEIRENSE 2X1 SPORT
Figueirense: Felipe; Leandro Silva (Suelinton), Thiago Heleno, Bruno Alves e Marquinho Pedroso; Dener, Fabinho, Yago (Jefferson) e Celsinho (Thiago Santana); Dudu e Clayton. Técnico: Renê Simões.
Sport: Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Rodrigo Mancha (Brocador) e Diego Souza; Maikon Leite (Samuel), Marlone (Élber) e André. Técnico: Eduardo Baptista.
Brasileirão (20ª rodada). Local: Orlando Scarpelli, Florianópolis (SC). Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ). Auxiliares: Dibert Pedrosa Moisés e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha (ambos do RJ). Gols: Renê (S) aos 31 minutos do primeiro tempo; Dudu (F) aos 17 e Bruno Alves (F) aos 24 do segundo. Amarelos: Dudu (F), Rodrigo Mancha (S), Samuel Xavier (S) e Brocador (S). Público: 5.158. Renda: R$ 62.130.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA