Image Map
Image Map
Image Map

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Massa teme por pista lenta, mas espera estar 'competitivo' na Hungria

Felipe Massa já tem um panorama do que deve ser o GP da Hungria de Fórmula 1 neste final de semana. Segundo o brasileiro, a pista de Hungaroring não favorece os carros da Williams, porém os ajustes feitos pela equipe britânica durante o período de pausa do campeonato deverá tornar o FW37 competitivo.

O piloto da Williams tem como principal lembrança da prova húngara o grave acidente sofrido em 2009, quando, ainda defendendo a Ferrari, teve a cabeça golpeada por uma mola do amortecedor procedente da Brawn GP de seu compatriota Rubens Barrichello durante o treino classificatório. Na ocasião, Massa teve uma lesão no crânio e precisou ser levado ao coma para passar por uma cirurgia, perdendo o restante da competição.

“A Hungria é um lugar especial para mim. Eu fiz vários fãs lá depois do meu acidente em 2009 e desde então as pessoas têm realmente vão atrás de mim, o que é ótimo. Estar tão perto de uma cidade (Budapeste) com uma cultura tão fantástica, realmente contribui para o fim de semana de corrida”, disse o paulista de 34 anos, que nunca foi ao pódio em Hungaroring.

“Este circuito não seria normalmente adequado para o nosso carro, porque é de baixa velocidade, mas temos melhorado muito o carro nas últimas corridas com as atualizações que introduzimos e, por isso, devemos ter outro final de semana competitivo”, acrescentou.

Engenheiro-chefe da Williams, Rob Smedley analisou o circuito húngaro e destacou as dificuldades que deverão ser encontradas na décima corrida da temporada: “A pista da Hungria é estreita e sinuosa, é um circuito de baixa eficiência em termos de aerodinâmica, mas também tem algumas curvas de alta velocidade. A temperatura sempre desempenha o seu papel com o calor e isso tem um efeito sobre o motor e a parte aerodinâmica”.

Felipe Massa é o sexto colocado do Mundial, com 74 pontos, apenas três a menos que o quarto mais bem classificado, o finlandês e companheiro de Williams Valtteri Bottas. O britânico Lewis Hamilton lidera a competição, com 194.

Nesta terça-feira pela manhã, Massa esteve no velório de Jules Bianchi, que morreu na última sexta-feira após nove meses do acidente no GP de Suzuka, no Japão. Os dois trabalharam juntos na Ferrari nos anos de 2010 e 2011, quando o francês era o piloto de testes da equipe italiana.


NM com Gazeta Esportiva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA